O Fim Não é o Fim

O Fim Não é o Fim
A doença não é o fim. O divórcio não é o fim.
A decepção não é o fim. A depressão não é o fim.
O desemprego não é o fim.Um diagnóstico desolador não é o fim.
  
Ser reprovado numa prova, não ser chamado num concurso, ser vaiado numa apresentação, não ser recebido numa audiência, ser criticado injustamente, não ser aceito pelos amigos por causa de uma ideia ou de um ideal, ser substituído no trabalho ou no jogo, ser humilhado publicamente não é o fim.
PASCOA 2
 
Ter pesadelos à noite não é o fim.
Ter insônia na madrugada não é o fim.
Ter uma saudade incurável não é o fim.
 
Perder a liberdade não é o fim.
Perder a esperança não é o fim.
Perder a vontade de viver não é o fim.
Perder um membro do corpo não é o fim, seja levado por uma doença devastadora ou por uma bomba covarde.
 
Um fracasso não é o fim.
Uma derrota não é o fim.
O vale da sombra não é o fim.
A morte de uma pessoa querida não é o fim.
Nada é o fim.
 
O que nos parece o fim pode ser o começo.
No ano em que terminou pela morte o governo do grande rei de sua pátria e por causa da grande comoção nacional e pessoal que a tragédia provocou, Isaías começou realmente a viver.
No dia em que ficou cego, Saulo de Tarso começou a enxergar.
Na hora em que foi envergonhada, Maria de Nazaré foi honrada.
 
O fim pode ser o começo.
Até a nossa própria morte pode ser o começo, quando seguimos o caminho que Jesus nos abriu para fazermos.
Nada, pois, nos separa do amor de Deus, quando estamos de mãos dadas com Jesus.
Feliz Páscoa!
.
By Israel Belo de Azevedo

Esta entrada foi publicada em Devocional, Evangelístico. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta